Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Elie Wiesel’ Category

siegfriedellwangerS. E. Castan

Continuando a série de histórias e depoimentos de testemunhas oculares que formaram a Mentira do Século, e fazem parte da somente agora chamada A Indústria do Holocausto, temos a satisfação de apresentar mais uma série, para que o leitor possa fazer uma consciente apreciação daquilo que nos foi e continua sendo apresentado há mais de 50 anos.

Interessante a observação, a esse respeito, do historiador francês Jacques Baynac, no livro “Le Nouveau Quotidien”, Lausanne, set.1997: “Para um pesquisador histórico, um depoimento de testemunha não representa uma história autêntica. Ele é um objeto da história. O depoimento de uma
testemunha não tem muito peso, vários depoimentos não pesam mais, se nenhum documento os apóia.
O postulado para uma pesquisada historiografia, sem nenhum exagero, pode ser intitulada: Sem papel,
Sem acontecimentos comprovados”. (mais…)

Anúncios

Read Full Post »

eliewieselSob estes títulos aparece na revista nº 2, Ano IV, de agosto de 2000, “Vierteljahreshefte für freie Geschichtsforschung”, longo artigo dos eminentes prof. Dr. Robert Faurisson, da França e Bradley R. Smith, dos EUA, do qual anotamos diversas informações sobre ELIE WIESEL que, por incrível que possa parecer, recebeu em 1986, por recomendação de numerosos membros da Câmara de Deputados, de Bonn, Alemanha, o Prêmio Nobel da Paz!…

Elie Wiesel é considerado ha muitos anos como testemunha ocular do “holocausto” judeu, para os assassinatos em câmaras de gás. Ele se acha em condições de exigir que as pessoas acreditem no extermínio de 6.000.000 de judeus, apesar de, nos seus livros sobre Auschwitz e Buchenwald, em lugar algum fazer referência a esse sistema de execução. Ele afirma que os alemães matavam judeus, porém… com fogo, quando os deportados, em céu aberto, eram atirados nas chamas dentro de uma vala, e diante de todos os deportados!… (nada menos que isso!). (mais…)

Read Full Post »

Elie Wiesel

eliewieselEste é outro “sobrevivente” famoso internacionalmente, segue a linha de Wiesenthal, dos quais o “nosso” Bem Abraham é discípulo esforçado.

Pois o Elie é – Pasmem! – Prêmio Nobel da Paz! (Igual ao terrorista Menachem Begin. Aliás este termo – PAZ – precisa urgente redefinição. É um trabalho para os revisionistas da lingüística singular…). Depois de contar histórias incríveis, foi agraciado com o valioso prêmio. Num breve parêntese, recordemos que o grande escritor argentino Jorge Luis Borges jamais ganhou o Nobel de Literatura, apesar de ser infinitamente superior à grande maioria que o recebeu, a exemplo dos intragáveis Saul Below e Isaac Singer. Conta-se que amigos teriam aconselhado a Borges submeter-se à circuncisão como única maneira de atingir este objetivo. É lógico que não o fez. E nunca ganhou o merecido prêmio. (mais…)

Read Full Post »