Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Ernst Zündel’ Category

robertfaurrisonRobert Faurisson

Pela primeira vez em sessenta anos, o jornal diário francês Le Monde manifestou um pouco de humanidade e compreensão para com o povo alemão chamando a atenção para o sofrimento atroz infligido à nação enormemente derrotada pelos Aliados da altura da guerra. Na primeira página da sua edição de 13-14 de Fevereiro, o jornal editou um cabeçalho de três colunas entitulado “La Renaissance de Dresde Réveille la Mémoire Allemande” (“O Renascimento de Dresden Desperta a Memória Alemã”). A página 2 era dedicada por inteiro às comemorações do bombardeamento de Dresden em 1945. O editorial, na página 17, tinha o título de “Mémoire Allemande” (“Memória Alemã”); era, obviamente, de tom jesuíta mas notei algumas frases que me deram alguma esperança; por exemplo: “Com o passar dos tempos, testemunhamos uma reexaminação da História da Alemanha com os seus pontos obscuros e com os seus pontos brilhantes.”

A tsunami holocaustica de Janeiro enterneceu um bom número de franceses. Mas parece que, desde o início deste mês, se iniciou uma reviravolta que começa a tomar conta da consciência pública. Mantemos a esperança de que esta reviravolta se mantenha a longo prazo na França, na Alemanha e no resto do mundo. (mais…)

Read Full Post »

davidirvingDavid Irving

Depois de ter passado dois anos em regime de solitária numa prisão canadiana, e tendo sido considerado um “risco para a segurança nacional” ao abrigo das novas leis “anti-terroristas” do pós 11 de Setembro, Zündel é remetido por via aérea para fora do país no qual viveu sem tão pouco ter sido alvo de qualquer acusação ou queixa criminal.

Em vez de lhe ter sido facultada a escolha de um destino para a sua extradição, o Canadá entrega-o à Alemanha, que nem tinha efectuado qualquer queixa contra ela a apoiar o seu pedido de extradição. Nenhum magistrado do Reino Unido teria permitido um procedimento deste tipo. (mais…)

Read Full Post »

horstmahlerHorst Mahler

O mandato de prisão está à minha frente. Ele foi expedido em 17 de fevereiro de 2003 no fórum de Mannheim, sob a inscrição 10 Gs 451/03. Ele foi assinado pela juíza Böttmann(?). O caso esta sendo trabalhado pela promotoria de Mannheim sob o número 503 Js 4/96.

O propósito do processo de averiguação são atos caracterizados na Alemanha como Incitamento Popular (§130 do Código Penal Alemão). As primeiras linhas já deixam claro sobre o que vai ser averiguado. Ernst Zündel é apresentado “como o mais ativo e líder do chamado Revisionismo”. Ele é acusado de, a partir de sua residência nos EUA, violar o §130 do Código Penal através da Internet ( http://www.zundelsite.org ) “por último em janeiro e fevereiro de 2003”, assim como através do envio da “de ponta a ponta anti- semítica mala-direta Germania” e de outros publicações de combate. (mais…)

Read Full Post »

robertfaurrisonRobert Faurisson

Estas linhas não são destinadas àqueles que já conhecem Ernst Zündel – o homem, a sua obra e os seus escritos – mas aos canadianos que conhecem só aquilo que a comunicação social, como um todo, tem dito sobre ele. Pode recear-se que esses canadianos possam julgá-lo mal e, talvez, odiá-lo.

Para essas pessoas, que, pelo que sei, estão enganadas, tenho que afirmar: examinem cuidadosamente a imagem que a comunicação social do vosso país tenta dar deste homem, não vos permitindo ouvir a voz dele. Utilizem o vosso discernimento.

Para começar, estejam alerta quanto à natureza vaga, repetitiva e vazia das acusações levadas a cabo contra ele. Não se deixem levar pela utilização obsessiva de palavras como “nazi” ou “anti-semita”. Estes termos são utilizados contra ele fácil e mecanicamente como insultos provocadores. Não partem de qualquer tentativa de análise. (mais…)

Read Full Post »

horstmahlerHorst Mahler

Ernst Zündel será calorosamente bem recebido em casa por aqueles alemães que ainda desejam ser alemães.

A força de combate judia, ADL, conseguiu através da sua agitação assegurar que Ernst Zündel fosse tratado como um prisioneiro de guerra durante mais de dois anos.
Esta mudança de locais, do Canadá para a Alemanha, não altera nada para Zündel uma vez que tanto num país como no outro governa o mesmo inimigo.
Mas em solo alemão o seu encarceramento adquire um novo significado uma vez que o pretexto dos EUA de que Zündel violou as suas leis de imigração se torna irrelevante. (mais…)

Read Full Post »